INTEGRAÇÃO

       SENSORIAL

A abordagem da Terapia de Integração Sensorial é baseada no entendimento de que a interrupção no processamento neurológico da informação sensorial interfere com a produção de comportamentos organizados e intencionais que fornecem a base para a aprendizagem e desenvolvimento de competências. O método visa a quantidade e a qualidade de estímulos voltados ao sujeito, para proporcionar um equilíbrio modulado, dando assim, uma resposta que esteja de acordo com suas capacidades e com o meio, melhorando, assim, o desempenho de uma criança, em seu processo de aprendizagem.

A Integração Sensorial é o processo pela qual o cérebro organiza as informações, de modo a dar uma resposta adaptativa adequada, organizando dessa forma, as sensações do próprio corpo e do ambiente de forma a ser possível o uso eficiente do mesmo no ambiente, ou seja, é a organização de informações sensoriais, provenientes de diferentes canais sensoriais e a habilidade de relacionar estímulos de um canal a outro, de forma a emitir uma resposta adaptativa.

Ou seja, é a habilidade inata do indivíduo em organizar, interpretar sensações e responder apropriadamente ao ambiente, de modo a auxiliar o ser humano no uso funcional, nas atividades e ocupações desempenhadas no dia-a-dia, melhorando o processamento do sistema nervoso, fornecendo uma base estável para a formulação e execução de um comportamento adequado.